quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Morubá

Bairro Morubá deverá ser beneficiado pelo PLHIS

 



Situado em área de destaque no contexto urbano de Cabo Frio, entre a Avenida Teixeira e Souza e a Avenida Vereador Antônio Ferreira dos Santos, na confluência dos bairros Vila Nova e Braga, o pequeno bairro do Morubá abriga em suas quatro vielas (foto da entrada de uma) cerca de 350 famílias. Considerando-se que cada núcleo familiar tenha quatro a cinco membros, entre parentes próximos e agregados, a população local é estimada em aproximadamente 1.700 pessoas.

Para Ana Maria Bertoldo (foto), presidente da Associação de Moradores do Morubá, filiada à UNI-Amacaf, o bairro tem muitas vantagens devido à sua localização, mas deixa a desejar quanto às condições das moradias e à questão de esgotos. Foi pensando em uma forma de encontrar soluções, junto à Prefeitura de Cabo Frio, que Ana Maria aceitou a responsabilidade do cargo que ocupa como ela mesma explica:

- Estou aqui no Morubá desde que nasci, há 43 anos. Quando fui chamada pelo Alexandre Martins para ser a presidente da Associação – ele disse que sou muito calma – eu aceitei porque conheço o bairro, conheço cada morador daqui e sei qual é a família que precisa ou eu não precisa de ajuda. Eu gosto de cuidar do meu bairro. Aqui é um local muito bom, ótimo de morar e de se viver. Por isso acho eu as pessoas devem preservar, cuidar e valorizar o seu bairro.

Sobre a localização do bairro e a praticidade oferecida pelos serviços ao redor, Ana Maria destaca que não há nada negativo a se dizer:

- Estamos perto de tudo: padarias, supermercados e mercearias, farmácias, distribuidoras de bebidas e de material de limpeza, bazares e uma grande loja de departamento, além de estarmos próximo da praia. Condução também não falta e a rodoviária fica aqui perto também. Também estamos perto de dois grandes hotéis. O que falta, mesmo, são melhorias para o bairro.

Neste sentido as novas políticas habitacionais adotadas pela Prefeitura de Cabo Frio, através da sua Secretaria de Habitação, vão contemplar o Morubá por meio do Programa Local de Habitação de Interesse Social – PLHIS.

O secretário municipal de Habitação, Eduardo Leal, que também é titular das pastas de Serviços Públicos e de Fiscalização e Postura, já anunciou que devido à precariedade das habitações do bairro, o Morubá passará por ampla reforma, com prioridade para as casas que serão totalmente reconstruídas e aquelas que necessitam de reformas, entre elas a construção de banheiro. Segundo Leal, o conjunto de ações atenderá pessoas de baixa renda do bairro, que ganham de um a três salários mínimos / mês, e prevê também a implantação de uma infraestrutura de luz, água e esgoto no bairro.

Sobre a atual infraestrutura do Morubá, a presidente esclarece alguns pontos:

- A água e a luz, tudo funciona com relógio e hidrômetro, todos têm. O problema é a reforma das casas. A casa da Lindalva, aqui ao lado da casa da minha mãe, precisa necessariamente ser derrubada; se você ver a casa dela, você cai. Também tem a casa do seu Manuel e a casa de Maria que é um comodozinho e que está horrível. Soube que os recursos do PLHIS devem ser liberados e que vão reunir a comunidade para mostrar a maquete do projeto e como vão ficar arrumadas as casas, parece que são 13 a 20 casas.

Destaque-se que no conjunto de habitações, há algumas que se sobressaem por sua construção moderna e bem cuidada, com dois e três andares, como a casa vizinha à de Ana Maria. Ou seja: quem teve recursos aplicou na sua moradia.

Uma das providências será deslocar provisoriamente as famílias das casas em obras, através do “aluguel social”. O que falta, acrescenta Ana Maria, além das melhorias de habitação, consertar os paralelepípedos e dar uma grande geral na rede de esgoto:

- A tubulação do esgoto está toda entupida. É preciso também fazer a limpeza da rede. Esta semana vou enviar um ofício para Wilson, da Secaf, solicitando que ele mande limpar os esgotos das vielas.



Educação - Ana Maria é concursada e atualmente está na E. M. Iara Coutinho Gomes (Vila Nova), depois de trabalhar na E. M. João Rocha, ambas na Vila Nova. As das unidades atendem as crianças do Morubá que, depois, são encaminhadas para a E. M. Edilson Duarte ou outra unidade municipal, até estadual.

Saúde – O bairro fica próximo ao complexo do Hospital da Mulher e do Centro de Saúde Oswaldo Cruz; e a algumas quadras do Hospital São José Operário, localizado no “quarteirão da saúde”, onde ficam a própria Secretaria Municipal de Saúde e outros atendimentos.

Segurança - Exceto ocorrências dentro de um índice dito aceitável, diz a presidente, o bairro é tranqüilo. Os carros dormem o lado de fora – nem haveria espaço para garagens nas quatro pequenas ruas – e não há registro de roubos e furtos aos veículos. Os jovens do bairro circulam à noite voltando das aulas, de algum emprego ou de uma diversão sem preocupar as suas famílias.

Esporte - A quadra de esporte, bem conservada, abrigou recentemente um torneio de futebol de praia organizado por Pedro Jaques - o 1º Fest Inverno de Cabo Frio - que teve como vencedor o time do Morubá e contou com entrega de taça e medalhas.

Atendimento à comunidade - Durante a entrevista várias pessoas procuraram Ana Maria para pedir uma orientação sobre assuntos relacionados com Bolsa Família, Cartão Social, desconto nas contas de luz e de água, cadastro na Secretaria Municipal de Assistência Social, entre outros assuntos. Como reafirmou a presidente, faz parte do seu cargo atender a todos.


Projeto - Depois de realizar com sucesso a festa do Dia da Criança, a presidente espera contar novamente com muitos apoios para organizar uma festa de Natal para a criançada do bairro. Ela agradece todas as parcerias recebidas do comércio local, que sempre se faz presente quando solicitado, e de personalidades da cidade.            

(Texto/Fotos/Sylvia Maria  - Noticiário dos Lagos – 23/11/11)




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga por Email